O que fazemos

 Atividades realizadas

Atendimento psicoeducacional especializado às pessoas com autismo

SAEDE: Serviço de Atendimento Educacional Especializado. É uma modalidade de atendimento psicoeducacional voltado às crianças (menores de 14 anos), como complementar ao ensino regular:

  1. Atendimento pedagógico;
  2. Atendimento, acompanhamento e orientação com terapeuta ocupacional em atividades instrumentais da vida diária;
  3. Atendimento, acompanhamento e orientação com psicólogo;
  4. Acompanhamento do processo de inclusão educacional no ensino regular por meio de visitas para trocas técnicas e orientação especializada.

SPE: Serviço Pedagógico Específico. Refere-se a uma modalidade de atendimentopsicoeducacional dirigido às crianças (menores de 14 anos), complementar ou não ao ensino regular, que necessitam de tempo mais ampliado de intervenção:

  1. Atendimento pedagógico;
  2. Atendimento, acompanhamento e orientação com terapeuta ocupacional em atividades instrumentais da vida diária;
  3. Atendimento, acompanhamento e orientação com psicólogo;
  4. Promoção de socialização/integração social dos usuários por meio de atividades próprias para essa finalidade.

SPE: Serviço Pedagógico Específico, voltado aos jovens e adultos, maiores de 14 anos. É uma modalidade de atendimento, de caráterpsicoeducacional, realizado diariamente, envolvendo:

  1. Atendimento pedagógico específico;
  2. Atendimento, acompanhamento e orientação com terapeuta ocupacional em atividades instrumentais da vida diária e de desempenho funcional;
  3. Atendimento, acompanhamento e orientação com psicólogo;
  4. Promoção de socialização/integração social dos usuários por meio de atividades próprias para essa finalidade;

Acompanhamento e orientação familiar:

  1. Acompanhamento e orientação profissional (por diferentes especialidades profissionais) aos familiares nos aspectos relativos à aprendizagem e desenvolvimento do usuário, contemplando levantamento de necessidades de intervenção, bem como construção de objetivos de intervenção;
  2. Acolhimento e acompanhamento psicológico familiar nos aspectos relativos às peculiaridades socioemocionais de ter um filho autista;
  3. Acolhimento, orientação e encaminhamento familiar, em grupos, nos aspectos relativos à conscientização, sensibilização e escuta terapêutica, por meio de encontros sistemáticos na instituição, envolvendo pais e coordenados por profissionais (da instituição e/ou convidados).

Avaliação para diagnóstico diferencial de TGD – Autismo:

A AMA conta com uma equipe de profissionais experientes na área de autismo, habilitada para auxiliar na investigação diagnóstica daqueles que apresentam desenvolvimento atípico. A equipe promove o diagnóstico diferencial de autismo, o que significa que a investigação clínica- comportamental tem como objetivo definir se a pessoa avaliada é ou não é autista.